Criadores do smartphone BlackBerry, em versão pager em 1999 e como telefone móvel em 2002,  e da categoria de celulares com internet estável, a canadense Research In Motion (RIM) está preparando uma resposta ao grande sucesso do iPad da Apple para 2011.

É óbvio que a empresa está indo em uma onda de criação de tablets e devices touchscreen no mercado. Também é claro que, se o equipamento não for bem feito, será um fracasso diante das vendas astronômicas do iPad, somados ao crescimento do Galaxy Tab, da Samsung e do sistema operacional Android no mercado.

Mesmo com esse paradigma, com essa situação, a vinda do BlackBerry PlayBook para a tecnologia móvel, anunciado no dia 27 de setembro, causa um balanço pela fatia significativa da RIM do mercado. O aparelho anuncia e defende o uso de flash, vem com câmera de 5MP para tirar fotos e 3MP interna, além da possibilidade de conexão 4G.

É mais uma prova da existência da onda de tablets touchscreen, da onda de aparelhos móveis que querem trazer navegação rápida e intuitiva para o usuário. E esse mercado cresceu tanto que até a gigante canadense, que criou um fenômeno nos celulares, quer fazer parte.

Qual será a repercussão, na sua opinião?

DEIXE UMA RESPOSTA