Nem sempre temos que parabenizar o tio Google. Até porque nem apenas de boas ideias são feitas as grandes empresas. Pois bem, já tendo a rede social Orkut, líder no Brasil e em outros países, o Google se meteu de atacar o crescimento e interoperacionalidade de Facebook e Twitter. Pois bem, nem sempre a concorrência se mostra como algo positivo.

Em primeiro lugar, houve as denúncias em todo o mundo, inclusive aqui no Tambotraising, sobre a invasão de privacidade que o Gbuzz fazia. Logo depois houve a questão da confusão da interface e a falta de novidade que a rede social/ferramenta tinha. Ora, nada de novo, a Google já convergiu em várias de suas plataformas anteriormente, com o Google Reader, o próprio Blogger, etc.

A cartada final veio essa semana. Pesquisas do site PostRank apontaram o dedutível. Quase nada é postado/criado no Buzz. Simplesmente há importação de dados de outras fontes, como o próprio Twitter, ou Orkut. Logo, a integração e o uso do Buzz se dá apenas através de robôs, de interfaces virtuais, não havendo real uso da rede que serviria para integrar o já integrado. Só para constar, segue um extrato da pesquisa:

“De acordo com o site PostRank, outros 62,57% do conteúdo do Buzz é originado no Twitter, serviço concorrente, graças a ferramentas de compartilhamento. Informações compartilhadas de sites, sem nenhum acréscimo, sequer um comentário, equivalem a 26,47% do total do conteúdo. Em números redondos, 89,04% é automática de outras redes sociais.”

Então, será que se faz necessário ter mais um login?

Fonte: JBOnline

2 Comentários

  1. O Buzz, assim como o Wave, é apenas mais um #productfail do nosso grande Tio Google.

    Não acrescenta nada de novo e não vejo ninguém “online” por lá. É feito apenas de robôs, como poderíamos ter imaginado desde o início.

    A ferramenta jamais poderia competir com o Twitter.

    Abraços,
    Marcello Ribeiro
    BrGeek.com

DEIXE UMA RESPOSTA