Notícia de jornal: a tecnologia de realidade aumentada será utilizada no Museu Nacional do Rio de Janeiro em um projeto de revitalização do espaço, que comemorará seu centenário em outubro de 2010. Para quem não conhece a tecnologia, segue um vídeo bastante didático, extraído da seção Conecte do G1.com.

O Futuro-Presente dos Museus

Há algum tempo a tecnologia entrou nos museus, com projeções e narrações em visitas técnicas. É incontável o número de centros culturais que usam aparatos tecnológicos diversos (como guias de visitas) em seus espaços.

Muitos museus já usam visitas virtuais e disponibilizam catálogos para visita online. São as chamadas visitas virtuais e consultas de acervos. O próprio Museu Nacional já disponibiliza um exposição de seus exemplares de palovertebrados (dinossauros) e o acervo de sua biblioteca. Dê um passeio:

Como é possível observar, não basta mais ir ao museu e contemplar o acervo. A sociedade atual demanda de uma diferente forma de relacionamento com o acervo do museu. A tecnologia é cada vez mais importante. Para além dos acervos, os museus e centros culturais tem investido em redes sociais para a divulgação de seus acervos e eventos. Um exemplo muito interessante é o grupo Museus Brasileiros no Facebook.

Etiquetando o Mundo

O blog Midia Museus é entusiasta do uso da realidade aumentada, bem como da interação de gadgets com pontos turísticos para a melhor interação com esses centros de enterterimento. Em uma postagem muito interessante, é possível verificar como a integração de dispositivos com pontos turísticos e museus pode criar inúmeras oportunidades em um futuro cada vez mais presente. Vejamos algumas implicações:

  • Maior interação entre o público e as atrações;
  • Facilidade de localização e identificação das obras de arte/pontos turísticos;
  • Interação com ferramentas de busca e bases de dados como enciclopédias para consultas;
  • Oportunidades de negócios, com indicações de lojas de conveniências, livrarias, estacionamentos, restaurantes, etc.

Então, que tal dar uma olhada da tecnologia na prática, já aplicada em outros museus? Não falo de projetos, mas de experiências já em uso! Acabou a “legenda”, a “plaquinha”. Agora é tudo interativo, é mais agradável ir à centros culturais assim.

Opinião

Bem, como apreciador de tecnologia e educador, é claro que eu aprecio o bom uso da tecnologia em espaços educativos. Gosto de boas novidades, quando bem usadas, é claro. Fecho a postagem com um link interessantíssimo com o uso da Realidade Aumentada em vários museus. Divirtam-se!

Fontes: G1.com, Jornal O Dia.

http://www.latec.ufrj.br/dinosvirtuais/catalogo/exposicao.html

2 Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA