Meebo encerra operações

Se por um lado o Google constantemente  retira do mercado vários de seus produtos,  ao mesmo tempo também realiza aquisição de outras empresas menores. Uma delas é a Meebo, mais conhecida pelo instant messenger de mesmo nome que existia desde 2005 e integrava chats de MSN / Windows Live, Facebook, Gtalk / Jabber, ICQ, AIM, Yahoo Messenger, myspace e myyearbook (quem?), além de uma rede própria.

Após a compra da startup, a equipe responsável pelo projeto foi incorporada ao time do Google+ e o desenvolvimento dos produtos foi cancelado. Assim, nesta quinta-feira  o Meebo Messenger para iPhone, Android e  web tiveram seu funcionamento interrompido, sendo removidos das respectivos app stores e não funcionando mais nos smartphones em que ainda estejam porventura instalados.

Alternativas

No blog oficial do Meebo, são oferecidas várias alternativas de programas de bate papo gratuitos e multiplataforma, tais como Nimbuzz, eBuddy, imo.im, trillian, IM+ e palringo — a maioria com versões web e mobile — além das versões oficiais dos apps mobile para Facebook, G+, MSN, Yahoo e AIM.

Baixe o historico do Meebo

Para quem, como eu, usava o meebo há algum tempo (comecei a usar em 2006), com certeza havia uma boa quantidade de conversas armazenadas no histórico do programa. Para que os usuários possam ter acesso aos bate-papos antigos, a equipe de desenvolvedores disponibilizou uma página onde é possível fazer download do histórico do meebo (os chats são compactados no formato ZIP). A página também irá sair do ar em breve, então CORRÃO!

Conclusão

Sinceramente, na prática não foi uma grande perda. A verdade é que cada vez menos pessoas têm usado o MSN Messenger (por mais que a Microsoft tente desde 2005, o nome Windows Live Messenger nunca “colou”). Com a popularização cada vez mais inevitável das redes sociais, muita gente tem trocado os programas de bate papo pela interação no Facebook ou Twitter. Somado ao fato de que o Facebook é a maior rede social e já tem um chat embutido, e que o gmail e o google+ integram o gtalk, acho que o MSN está seguindo o mesmo caminho que o ICQ tomou em 2004.

A integração das redes está matando os instant messengers. A menos que você tenha um smartphone. Nesse caso você usa o WhatsApp (ou o Viber) — mas isso é uma outra história.

1 Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA