Pokémon GO desde que foi lançado bateu a meta do mercados e tem atualmente o recorde de 7 milhões de downloads por dia e chegando ao topo da lista de apps mais baixados na app store em alguns países, mas ainda existem um elemento essencial que está sendo mantido fora do jogo: o sistema de trocas.

Em todos os jogos de Pokémon lançados até hoje desde os para GameBoy, DS, DSi e 3Ds, os usuários podem realizar trocar, o que faz boa parte dos usuários mais feliz por ter a possibilidade de conseguir se beneficiar com a troca de Pokémons que não possuem ou que são mais fortes dos que já tem.

Segundo o site ‘The Bitbag’, a Niantic informou durante a Comic Con 2016 que aconteceu em San Diego, que o recurso seria liberado “em breve” para jogadores.

E ainda tem mais! Essa não foi a única novidade divulgada foi informa que haverão, SIM, Pokémons lendários como, por exemplo, o Zapdos, Moltres, Articuno, Mew e Mewtwo o liberados no jogo, mas tudo isso acontecerá apenas quando o lançamento global for concluído, o que já está fazendo a felicidade de muitos!

Existem alguns ‘bons jogadores’ que já provaram do gostinho de ter um Pokémon lendário, mas segundo a Niantic eles ainda não estão liberados no jogo, mas por algum motivo desconhecido alguns desses magníficos itens foram parar nas mãos de alguns jogadores, e informaram que estes já foram devidamente removidos. (Sim, Claro. Vamos acreditar.)

FakeGPS no Pokémon GO

Em várias partes do mundo, e claro inclusive no Brasil, diversos jogadores já burlaram o sistema de GPS do jogo para conseguir chocar ovos mais rápido, obter mais itens e encontrar mais tipos diferentes de Pokémon, porém, de acordo com relatos dados por próprios jogadores em redes sociais, as contas utilizadas foram banidas. Acreditem se quiser houve relatos de usuários que utilizaram de toca discos, (Sim, toca discos!), “amarrando” bem firme o aparelho mobile e colocando o aparelho para tocar para contar como kilometragem para chocar ovos e isso só prova que não só os brasileiros é que tem que ser estudas, mas também os fanáticos por qualquer coisa nesse mundo.

Ainda existem aqueles jogadores receosos que pensam que o sistema de trocas no jogo possa abrir ainda mais portas para outras trapaças, como por exemplo, usuários criando contas falsas para obter itens ou Pokémons exclusivos e vendesdo pelo mercado negro dos gamers, como um pokejob.

DEIXE UMA RESPOSTA