superhot

Counter-strike? Call of Duty? Nada disso, Superhot veio pra quebrar o Gelo dos jogos FPS que cá pra nós, tem sido uma repetição atrás da outra (olá COD). Superhot é um jogo de tiro em primeira pessoa. “Oh não”, você poderia pensar. “Mais um jogo” Mas espere um segundo, Superhot não é qualquer tiro em primeira pessoa. Não, é um jogo que faz uso da mecânica do tempo.

Especificamente, superhot é um jogo de tiro em primeira pessoa em que o tempo só se move quando você se move. Na verdade, isso não é inteiramente preciso – quando você está parado, os inimigos e as balas que disparam moven-se muito lentamente ao invés de permanecer completamente estáticas, mas é lenta o suficiente para dar tempo para determinar o que fazer a seguir.

Esta mecânica relativamente simples, faz uma enorme diferença na forma como você joga o jogo. Ao invés de correr freneticamente e agindo por instinto, em superhot você pode tomar seu tempo para considerar o que fazer a seguir.

Na prática, é mais eficaz para mover-se em rajadas, parando para olhar em volta, examinar o seu entorno e, talvez, tomar o seu tempo para alinhar o tiro perfeito em um inimigo distante. Combine a mecânica de manipulação do tempo com a munição severamente limitado em cada nível, e o jogo se tornará mais de um quebra-cabeça de um atirador.

Superhot é um exemplo perfeito do tipo de criatividade que sai da 7 Day evento FPS. O projeto foi uma série de estreias para a equipe envolvida: seu primeiro projeto Unity, a sua primeira vez trabalhando juntos como um grupo, e até mesmo o primeiro projeto da equipe para o mais jovem do grupo envolvido.

DEIXE UMA RESPOSTA