Eduardo Valle, professor da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da Unicamp, também atual coordenador de graduação do curso de Engenharia da Computação, realizou no início do ano a tradução para o português da ferramenta de criação de aplicativos para celulares MIT App Inventor,que já é disponibilizada gratuitamente pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Por meio do App pessoas sem experiência em programação podem criar aplicativos para celulares da plataforma Android. A versão traduzida já está online, no site oficial

A interface gráfica do aplicativo permite usar o mouse para arrastar e soltar os componentes do aplicativo, comandos e funções.

appmit-pt-br

Os comandos e funções são formados por uma linguagem visual que parece com peças de um quebra-cabeça, este são posicionados na tela de celular facilitando o entendimento para os leigos. Essa linguagem facilita a vida dos iniciantes, pois o entendimento é o seguinte: é impossível informar comandos de forma inválida, porque as peças do quebra-cabeça não se “encaixaram”.

O sistema do MIT estimula o interesse e curiosidade que podem levar a estudos mais avançados. O professor Valle diz que com o MIT App Inventor é possível fazer muito bom uso dos recursos instalados pelo fabricante no celular.

“É uma linguagem bastante poderosa. Ela abre muita coisa no telefone, todos os sensores, como o sensor de orientação, acelerômetros, giroscópio, GPS, leitor de código de barras”, exemplifica. “O único senão é que a linguagem gráfica, ao mesmo tempo em que é fácil de usar, não é conveniente para escrever programas longos”.

Como nasceu a ideia de traduzir o App Inventor?

A ideia de produzir uma versão em português do MIT App Inventor nasceu de uma experiência do professor Valle e seus docentes em ensinar programação para jovens alunas de escolas públicas de ensino médio de Campinas, o “Android Smart Girls” que foi produzido em 2014 coordenado pela professora Juliana Freitag Borin. O programa tinha o intuito de estimular estas jovens a ingressarem nas carreiras de ciências exatas, engenharias e computação. O sistema do MIT foi usado nesse trabalho, mas na época ele era em inglês.

DEIXE UMA RESPOSTA