Gabe Newell, da Valve, critica Windows 8

O Windows 8 é uma catástrofe; o que falta para o Linux deslanchar de vez é um suporte decente a jogos. Esta é a opinião de Gabe Newell, CEO da Valve, empresa responsável pelo Steam, principal plataforma de distribuição de jogos on-line do mundo (além de ter criado séries de sucesso como Half-life, Portal, entre outras).

Em uma entrevista concedida durante a conferência Casual Connect, que ocorre anualmente em Seattle, Newell realizou diversas afirmações bastante polêmicas, incluindo críticas ao próximo sistema operacional da Microsoft, que para ele representa uma catástrofe para todos no mercado de PCs, que irá perder grandes nomes de empresas que irão deixar o mercado. Para o CEO, é importante ter alternativas e que a empresa está investindo no mercado Linux, principalmente para os jogos do Steam.

Outra declaração que deve levantar debates é a afirmação de que o modelo touchscreen é algo passageiro e não veio para ficar: segundo Newell, o modelo de mouse e teclado está em uso há 25 anos, e o touch é apenas um estágio intermediário para algo que irá durar mais de 25 anos. Sua aposta está em wearable computing, interação através das mãos, dispositivos nos pulsos… Vale aqui lembrar do Project Glass do Google.

Ainda para Newell, a existência de plataformas abertas é crucial. Criticando a tendência atual de limitar o acesso dos competidores às plataformas computacionais, o CEO afirmou:  “para que inovações possam ocorrer, várias coisas precisam acontecer e elas simplesmente não acontecem em plataformas fechadas. A Valve não existiria hoje sem o PC, sem o Google, sem a Epic ou a Zynga. Mas eles não existiriam se não houvessem plataformas abertas”.

Fonte: All Things D.

DEIXE UMA RESPOSTA