Home Internet

97 grandes empresas de tecnologia assinam carta contra decreto de Trump

E seria claro que todos os dias no poder do Trump seriam seguidos com muita atenção depois de suas oposições neste inicio de governo e passados apenas 17 dias da tomada de posse, as polêmicas já são mais que muitas.

A maior das polêmicas prende-se com o decreto que pretende banir imigrantes do país americano, o que tem provocado manifestações em massa pelos quatro cantos do planeta.

Em consequência, 97 das maiores empresas de tecnologia já assinaram uma carta para o Tribunal de Recurso do Nono Circuito, contra o decreto de Donald Trump.

Depois de serem noticiadas as reações de várias empresas de tecnologia sobre o decreto presidencial que pretende banir a entrada e permanência, nos EUA, de imigrantes vindos de 7 países, a questão ficou (ainda) mais séria.

O decreto de Trump, contestado praticamente por todos, foi primeiramente negado pela juíza federal do Brooklyn, Ann M. Donnelly, e depois pela procuradora-geral, Sally Yates, cuja reação de Trump foi simplesmente despedi-la.

Os tribunais também não aceitaram este decreto, nem o recurso da administração de Trump e isso provocou algumas publicações de tweets polêmicos na conta do presidente americano, como o seguinte:

As várias empresas de tecnologia, que possuem diversos funcionários imigrantes, assinaram e enviaram esta carta à justiça dos Estados Unidos, para tentar travar este decreto.

Das 97 empresas constam nomes bem conhecidos como: Apple, Facebook, Microsoft, Google, Uber, Netflix, Intel, Airbnb e Zynga.

Por sua vez, o Twitter de Donald Trump continua bastante ativo, desta vez contra os meios de comunicação, dizendo que as sondagens negativas são falsas notícias.

A popularidade do 45º presidente dos EUA tem sido a mais baixa em 40 anos, mas isso não o tem impedido de tentar levar a sua estratégia adiante. Como resultado, as manifestações têm surtido efeito por todo o mundo, havendo mesmo protestos já agendados para os próximos 3 meses.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here