Home Internet Redes Sociais

Facebook investe no feed e dá prioridade a posts de amigos e família

Sempre na tentativa de melhorar e adequar a rede social aos interesses dos usuários, o Facebook tem sofrido constantes atualizações de forma a se tornar, cada vez mais, uma rede social completa em vários níveis.

Uma recente atualização deu ênfase redobrada aos conteúdos que as pessoas querem ver, dando prioridade a publicações de amigos e família, no feed de notícias dos usuários.

Sem qualquer novidade, o Facebook é a rede social mais utilizada em todo o mundo. E, como tal, deve estar em constante reciclagem de sua aparência, forma de exibição de conteúdos, características, ofertas, definições, etc.

Assim, no seguimento de uma nova atualização, a plataforma de Mark Zuckerberg melhorou o Feed de Notícias, promovendo a exibição de conteúdos que sejam, realmente, significativos para os utilizadores.

O seu Feed de Notícias irá dar prioridade às publicações feitas por amigos e famíliares, de forma a conseguir estar atualizado e interagir com o que mais lhe interessa.

A novidade foi divulgada através da página do próprio próprio Mark Zuckerberg no Facebook.

O Facebook irá dar prioridade a publicações que suscitam conversas e inspiram interações significativas. Neste sentido, serão exibidas mais rapidamente as publicações que inspiram comentários, publicações que podem ser partilhadas através do Messenger e publicações que o utilizador pode querer partilhar e reagir.

E as Páginas e outros conteúdos?

A má notícia para aqueles que se interessam sobretudo por conteúdos de páginas, é que estes vão ser exibidos com menos frequencia e sem prioridade face às publicações supracitadas.

Na prática, esta atualização reduzirá a exibição de vídeos produzidos profissionalmente, assim como outras publicações de editores ou empresas que não promovem interações significativas entre as pessoas.

Assim, quem tem páginas no Facebook poderá ver o seu alcance, tempo de visualização do vídeo e redução do tráfego de referência a curto prazo. Porém, este impacto irá variar de página para página, condicionado pelo tipo de conteúdo produzido e a forma como as pessoas interagem com este conteúdo no Facebook.

As páginas cujo público tende a consumir passivamente o seu conteúdo podem ter diminuições mais acentuadas no que se refere à distribuição. Já as páginas cujas mensagens resultam em interações significativas entre amigos terão menos impacto negativo.

Esta alteração que agrada a muitos mas, certamente, desagradou a muitos outros, e este desagrado tornou-se evidente logo após o anúncio das mudanças, uma vez que as ações do Facebook caíram 4,5%, o que representou uma perda de 3,3 mil milhões de dólares para Mark Zuckerberg que deixou, assim, de ser o 4º mais rico o Mundo.

Especialmente para aqueles que usam o Facebook para ver notícias, seguir as marcas preferidas, saber informações sobre empresas, e outros assuntos menos dedicados a perfis pessoas de amigos e familiares, estas mudanças não serão nada vantajosas, assim como para as empresas e marcas que apostam forte na colocação de conteúdos nas suas páginas do Facebook, uma vez que verão uma quebra nas estatísticas das mesmas após a nova atualização.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.