Home Mobile

E os Planos ilimitados 3G ?

3g

Como alguns devem saber, Coordeno o projeto Sinal 3G, o projeto tem como objetivo mapear o Sinal 3G no Brasil mas do ponto de vista dos usuários. Esse ano aproveitei o espaço do mapa para fazer uma pesquisa para entender o que usuários acham do serviço de plano de dados das suas operadoras.

Quando a gente pensa em 3G, vemos mobilidade e imaginamos que é um mercado dominado por Smartphones e Netbooks, no primeiro semestre a pesquisa mostrou que isso não é verdade, duas das perguntas que fiz na pesquisa eram para saber qual era o plano que os usuários tinham contratado e aonde os usuários estavam usando o 3G.

Onde você usa o 3G ?
Fonte: Sinal3G
Plano de dados que você usa ?
Fonte: Sinal3G

Em julho passei a pesquisa para trimestral e apesar de apenas um mês, os resultados mostram que apenas 11% dos usuários usam o plano de dados apenas e exclusivamente em Smartphones ou Celulares. 89% dos usuários usam o 3G em Netbooks, computadores ou Notebooks. Os resultados da pesquisa do Sinal3G do 3º trimestre vão sair em 60 dias.

Plano de dados ilimitados vão acabar ?

Em março os usuários do 3g tremeram, Os operadoras começaram a anunciar o fim aos planos ilimitados:

E os Planos Ilimitados ?

Quando estamos no computador ou no notebook temos uma necessidade de planos de dados bem maiores, a CLARO  afirmou que a maioria dos usuários usam uma média de 3 gigas. Então nossas nobres e respeitáveis operadoras, se a maioria dos usuários tem uma necessidade maior de transferência, como vai ficar em essa grande parcela de clientes?

Devo lembrar que a pesquisa do Sinal 3G ainda está acontecendo, se você usa 3G no Brasil não deixe de responder, lembro também que o portal Olhar Digital também está fazendo uma pesquisa, então colabore para que nós possamos conhecer o real retrato do 3G no Brasil.

Quem quiser ficar informado mais sobre o assunto não deixe de me seguir no Twitter: @tambotraising ou @gabrielsubtil . Espero que pelo menos as operadoras trabalhem com planos mais realistas a necessidade do mercado.

Até!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here