Home tecnologia

A guerra de Trump contra a Amazon

Pela primeira vez na presidência, Donald Trump , sua novela da ala oeste parece estar em hiato, com muitos de seus personagens principais como: Gary Cohn, Hope Hicks; permanentemente fora do palco ou com papéis muito reduzidos como é o caso de John Kelly e Jared Kushner.

Atualmente, há uma “estrela” – uma situação que obviamente Trump está desfrutando – e sua nova liberdade é usada para se concentrar cada vez mais em seus inimigos e obsessões.
A Amazon, cujo dono, Jeff Bezos, também é dono do The Washington Post, é atualmente o principal alvo de Trump. O atual presidente dos Estados Unidos invadiu a Amazon nos últimos dias, alegando uma série de tweets que o gigante de tecnologia de Jeff Bezos estaria se beneficiando de bilhões em subsídios dos Correios dos EUA, enquanto contornava os impostos sobre as vendas.
De acordo com as alegações de Trump ao contrário dos outros sites, eles pagam pouco ou nenhum imposto aos governos estaduais e locais, usando o Sistema Postal como entregador, o que causaria uma grande perda para os EUA e por consequência estão colocando milhares de varejistas fora do negócio!

Na segunda-feira(02), ele Trump tweetou:
“Only fools, or worse, are saying that our money losing Post Office makes money with Amazon. THEY LOSE A FORTUNE, and this will be changed. Also, our fully tax paying retailers are closing stores all over the country . . . not a level playing field!”

” TRADUÇÃO – Apenas os tolos, ou piores, dizem que nosso dinheiro está sendo perdido no serviço de Correios e está fazendo dinheiro com a Amazon. Eles perderão uma fortuna, e isso irá mudar. Também, nosso imposto totalmente está sendo pago e varejistas estão fechando lojas em todo o país…
Não é um campo de jogo nivelado! “

Segundo fontes, Trump quer que os Correios aumentem os Impostos de envio da Amazon.
Quando Trump discutiu anteriormente a ideia dentro da Casa Branca, Gary Cohn explicou que a Amazon é um benefíciario do Serviço Postal, que ajudou perante a mudança brusca do volume de correspondência despencarem na era do e-mail.

Os consultores também estão incentivando Trump a cancelar o contrato multi-milionário pendente da Amazon com o Pentágono para fornecer serviços de computação em Cloud. Outra linha de ataque seria incentivar os procuradores-gerais dos estados vermelhos a abrir investigações sobre as práticas comerciais da Amazon.

Até mesmo os aliados de Trump reconhecem que esta situação está sendo alimentanda por raiva em relação à Amazon por causa do seu presidente Jeff Bezos, que também é dono do The Washington Post. De acordo com algumas fonte3s não identificadas pelo Vanity Fair é dito que Trump não gosta do The New York Times, mas ele o reverencia porque é o jornal de sua cidade natal. Mas é bem diferente se tratando do The Washington Post, ele não tem nenhum respeito pelo jornal.
Enquanto o The Washingto Post diz que Bezos não tem envolvimento nas decisões da redação, Trump diz aos conselheiros que ele acredita que Bezos usa o jornal como uma arma política. Um ex-funcionário da Casa Branca disse que Trump olha para o The Washingto Post da mesma forma que ele olha para o National Enquirer.

O resumo disso tudo é que uma questão política se tornou em um controle fascista e mimado na mão de Trump, que parece não gostar de nenhuma oposição que exista contra ele, mas a verdade é que se ele continuar agindo da forma que age até o presente momento a visão dos estadunidenses sobre ele só ira ficar pior com o tempo e não só o povo dos EUA, mas basicamente de toda a nação mundial. Na minha opinião, Trump é o presidente dos Estados Unidos mais odiado até o presente momento. Esperamos que ele reveja seus conceitos e políticas para melhorias e bem da sua nação e não por apenas ego e guerras pessoais.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here