Home tecnologia

MasterCard inclui leitor de impressão digital nos cartões

A impressão digital tornou-se a principal forma de obter segurança nos smartphones. Os novos leitores e a tecnologia que foi implementada nesses dispositivos começam a ser implantadas para computadores e, em breve, iremos ver também essa tecnologia em cartões de crédito e débito. Afinal, é mais fácil perder a senha do que um dedo!

A MasterCard está testando novos recursos em seus cartões com sensor de impressão digital.

A tecnologia está cada vez mais expressada em nosso dia a dia. O que já foi termo de ficção científica, hoje é um ato trivial em nossas vidas.
Para termos acesso à nossa conta bancária, aos nossos e-mails, ao nosso computador, basta colocar o dedo no leitor biométrico e o dispositivo garante acesso porque identifica que nos “conhece”.
Sendo Assim, faz todo sentido incluir esse tipo de tecnologia em objetos mais sensíveis a fraude, como são os cartões de crédito e débito.

A MasterCard está testando nos seus novos cartões leitores biométrico que combinados com os chips embutidos oferecem uma forma nova e conveniente de autorizar as transações bancárias. Em vez de assinar um recibo de papel ou inserir a senha, o que pode ser considerado como fácil de se Expor, basta colocar o polegar no seu cartão para provar a sua identidade.

Os novos cartões estão sendo testados na África do Sul e a MasterCard espera colocá-los no resto do mundo até o final de 2017. Mesmo que isso aconteça, claro, o usuário ainda vai ter de esperar que a seu banco ou financeira (em casos de cartão de crédito) se adaptem à modernidade e adotem este cartão. A previsão média é que não deve chegar até nós este ano, mas é provável que em 2018 já tenhamos esse tipo de acessibilidade implantada em nosso sistema financeiro.

Segundo o que foi veiculado pela MasterCard, cada utilizador poderá guardar até duas impressões, mas ambas obrigatoriamente da mesma pessoa. Não será possível autorizar uma outra pessoa a usar este sistema o mesmo cartão, o que torna a proposta uma pouco ruim para as pessoas que dividem um cartão ou em caso de emergência( por exemplo os pais dão a permissão a seu filho para utilizar um cartão de crédito em urgências, mas não querem fazer um cartão apenas para ele, nesses casos não será possível que o filho em questão utilize o cartão).

De acordo com a MasterCard após emitido o cartão ele pode ser utilizado nos terminais compatíveis a ele, mais um ponto desfavoráveis o que nos traz a perguntar se esse tipo de cartão terá que ser adaptado a todos os terminais gerando uma nova demanda dos mesmos para comerciantes, empresas e etc, o que provavelmente custará recursos maiores pela sua precisão.

Como o mesmo já foi sujeito a testes, mostrando que é uma maneira eficaz para discernir se o legitimo proprietário ou não o está usando. De acordo com a MasterCard o processo é extremamente rápido e seguro, o que mostra alta tecnologia de comunicação no interior da estrutura eletrônica do cartão em conjunto com os leitores.

Aguardamos que a tecnologia chegue ao Brasil e seja implantada com sucesso e quem sabe até possa ser motivo de inovação para apreensão de fraudes.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here