Home tecnologia

Uber constroi parceria com GM e amplia seu mercado

Nos EUA a Uber anunciou que fez uma parceria com a empresa de carros GM e criou o Maven, permitindo que os motoristas possam alugar veículos da concessionária, como um programa piloto inicialmente de 90 dias para ver como o sistema funcionará.

O programa é separado, mas semelhante ao Programa Express da GM, em que a montadora fabrica veículos disponíveis aos motoristas Lyft em uma base de aluguer a todo custo em um curto prazo, por eles não terem o seu próprio veículo para se qualificar para uso.

O Projeto piloto com Uber está estreando em São Francisco, e irá operar somente naquela cidade por momento.

No Brasil também está em fase de testes desde março na fábrica de São Caetano do Sul (SP), mas ainda só para os funcionários, e aqui o programa possui 800 inscritos, dos quais 220 já alugam carros.

Por semana as taxas para o uso dos veículos de GM fornecidos em São Francisco para uso dos motoristas da Uber está fixado em US $ 179 no projeto piloto, mais impostos e taxas. Os motoristas também podem usar os carros para as suas próprias viagens pessoais, além do tempo que passam a usá-los para transportar passageiros Uber.

Já aqui no Brasil o que está previsto até o final deste ano é que seja iniciado um serviço em um grande condomínio em São Paulo om dez carros.E as condições do aluguel aqui para o projeto piloto em São Caetano, o usuário paga a taxa R$ 35 por hora de uso do carro ou R$ 210 pela diária, valores que incluem combustível e seguro.

De acordo com a Uber o projeto tem o intuito de abranger para que seja permitida a retirada ou entrega de veículos em pontos específicos da cidade – a exemplo do que ocorre com as bicicletas em São Paulo.

Em contra partida o movimento da GM não é surpreendente, pois na verdade seria mais uma medida de contigência para poupar tempo e esforço e assim expandir suas explorações alternativas em seus programas de mobilidade com foco no futuro, em outras palavras a GM está criando uma forma nova de produzir cercando todos os tipos de consumidores, sejam aqueles que podem ter um carro ou não.

Projeto Maven do Uber

O projeto Maven está ramificado em serviços de compartilhamento de carros que se estendem para além do modelo que seja do motorista Uber convencional e o mais interessante, também é que ele sugere que a subsidiária GM poderia tornar-se muito mais do que apenas um GM uma montadora de veículos exclusivos, isso cria uma condição de Business-to-business (denominação do comércio estabelecido entre empresas), que irá tornar o projeto Maven uma ferramenta muito mais versátil no cinto de utilidades do GM.

Sendo assim, concluímos que a GM tem muito mais a ganhar do que a Uber neste negócio, mas sem dúvidas o projeto Maven será a porta de entrada de lucratividade para as duas empresas no Brasil e mundialmente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here