Home tecnologia

WhatsApp terá de parar compartilhamentos de dados de seus usuário com o Facebook

O observador de privacidade da França, a CNIL, ordenou ao WhatsApp que pare de compartilhar dados de usuários com a empresa matriz Facebook. O aplicativo possui um mês para cumprir o pedido, de acordo com um anúncio publicado no site francês .

A consulta começou depois que a WhatsApp adicionou aos seus termos de serviço no ano passado que compartilha dados com o Facebook para desenvolver publicidade direcionada, medidas de segurança e para coletar inteligência de negócios.

Ao investigar essas afirmações, a CNIL decidiu que, embora a intenção da WhatsApp de melhorar as medidas de segurança fosse válida, o motivo da inteligência comercial do aplicativo não era tão aceitável assim. Afinal, a WhatsApp nunca disse aos seus usuários que estava coletando dados para implantar na inteligência de negócios e não há como excluir sem desinstalar o aplicativo. Isso viola “as liberdades fundamentais dos usuários”, disse a CNIL.

Os reguladores europeus tentaram policiar o Facebook no passado, especialmente quando se tratava de compartilhamento de dados. A Alemanha ordenou que o Facebook deixasse de coletar dados dos usuários do WhatsApp em setembro do ano passado e, no Reino Unido, o Facebook concordou em não coletar dados do usuário da WhatsApp em novembro do ano passado.

Então, em maio, o Facebook foi multado com US $ 122 milhões pela União Européia por fornecer “informações enganosas” sobre a aquisição do WhatsApp, quando a empresa afirmou que não seria capaz de vincular os perfis de usuários do WhatsApp ao Facebook. E em setembro, a UE pediu às plataformas de redes sociais, incluindo o Facebook, para reprimir o discurso de ódio – com a ameaça de legislação, se as empresas não cumprirem.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here